JUSTIÇA: Celso de Mello envia inquérito contra Tiririca por assédio à Justiça de SP



O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello enviou, nesta segunda-feira, para a Justiça estadual de São Paulo o inquérito contra o deputado federal Francisco Everardo Oliveira Silva (PR-SP), mais conhecido como Tiriricaem que ele é investigado por suposta pratica de assédio sexual contra a ex-babá de sua filha.


O ministro usou como base a decisão do Supremo de restringir o foro privilegiado de senadores e deputados federais. Agora, os parlamentar só serão julgados pelo STF em casos de crimes cometidos durante o mandato e em razão do mandato.

“Reconheço cessada, na espécie, a competência originária do STF para apreciar este procedimento penal e determino, em consequência, a remessa dos presentes autos, por intermédio do E. Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, a magistrado local a quem o feito couber por distribuição”, disse Celso.

A mulher que foi babá da filha do deputado está acusando o político de assédio sexual. Maria Lúcia Gonçalves Freitas de Lima, de 41 anos, entrou com uma reclamação trabalhista e registrou ocorrência na 10ª Delegacia de Polícia de Brasília. Tiririca nega, alegando que está sendo vítima de extorsão.

Como o parlamentar dispõe de foro privilegiado, o processo foi enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF) em 20 de junho e distribuído ao ministro Celso de Mello, que retirou o sigilo dos autos.

O GLOBO

Nenhum comentário

Siga nossas redes

Tecnologia do Blogger.