JUSTIÇA: STF 'congela' situação e Lula não pode ser preso até dia 4 de abril

 
A presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, decidiu adiar o julgamento do mérito do habeas corpus a favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A sessão que vai definir se Lula pode ou não ser preso após a condenação em segunda instância foi marcada para o dia 4 de abril. 

Os ministros também decidiram por deferir uma liminar (medida provisória), pedida pela defesa do ex-presidente, para garantir que Lula não seja preso até o final do julgamento do mérito do HC no STF. O placar da votação foi apertado e ficou em 6 votos a 5. 


R7

Nenhum comentário

Siga nossas redes

Tecnologia do Blogger.