Mossoró: Vereadores da situação rejeitam emendas para mulheres e LGBTs vítimas de violência e cultura


Os 13 vereadores da situação rejeitaram importantes emendas ao orçamento municipal que beneficiariam a população mossoroense, durante sessão ordinária desta terça-feira (19), na Câmara Municipal de Mossoró (CMM).

“Foram emendas construídas coletivamente com a população, que iriam trazer benefícios às mulheres vítimas de violência, ao público LGBT, às comunidades rurais, à manutenção de equipamentos públicos e à cultura mossoroense. É realmente decepcionante ver essas propostas serem rejeitadas em plenário”, lamentou Isolda.  

Outra importante emenda recusada foi a impositiva em favor da causa do câncer em Mossoró, que previa a aquisição de um tomógrafo no valor total de R$ 1 milhão e 50 mil.

“Quando vierem aqui lamentar de mulher que sofreu violência ou das pessoas que sofrem com a grave e constante falta de assistência para o tratamento do câncer, vamos cobrar coerência. É ultrajante ver os nobres vereadores irem contra as necessidades da população desta cidade”.

EMENDAS REJEITADAS À LOA

MULHERES:
- MANUTENÇÃO E FUNCIONAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA AS MULHERES;

- IMPLANTAÇÃO DA CASA DE ABRIGO PARA MULHERES EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA

LGBT:
- IMPLANTAÇÃO E FUNCIONAMENTO DA REDE DE ACOLHIMENTO DAS PESSOAS LGBT VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA;
- IMPLEMENTAÇÃO DE PROGRAMAS DE JUSTIÇA RESTAURATIVA PARA RESOLUÇÃO DE CONFLITOS

CULTURA:
-FORTALECIMENTO DA CULTURA POPULAR;
- RECURSOS À ESCOLA DE ARTES;
- PROMOÇÃO E APOIO À MANIFESTAÇÃO CULTURAL DOS GRUPOS ARTÍSTICOS LOCAIS;
- IMPLANTAÇÃO DE UMA PINACOTECA;
- PRÊMIO FOMENTO

INFRAESTRUTURA:
- MANUTENÇÃO DO PARQUE MUNICIPAL

VIA:BLOG ISOLDADANTASPT



Nenhum comentário

Siga nossas redes

Tecnologia do Blogger.